Pintar o pelo dos patudos não é uma necessidade, mas sim um gosto, por isso deve ter-se em atenção as consequências que podem estar associadas. Preferencialmente, não deve fazê-lo pois pode comprometer a sua saúde e bem-estar!

Que cuidados devo ter ao pintar o pelo do meu cão?

  • Existe sempre risco de alergias quando se utiliza um produto na pele e no pelo dos nossos melhores amigos de 4 patas! Neste sentido, caso opte por pintar o seu pelo, deve procurar um profissional de estética qualificado que utilize tintas próprias para cães e de elevada qualidade. Utilizar tinta de cabelo está completamente contra-indicado e é perigoso!
  • Além dos riscos de alergia, pintar o pelo dos cães pode trazer alterações comportamentais, ao provocar alterações no seu odor natural, sendo estranho não só para o próprio animal, mas também para outros que deixarão de o reconhecer.
  • Evite pintar o pelo do seu cão na totalidade, de forma a que ele sempre se reconheça. Opte por tingir apenas uma zona do corpo, como a ponta da cauda ou das orelhas.
  • Aconselhe-se sempre com o seu Médico Veterinário habitual antes de pintar o pelo do seu melhor amigo.

Ana Matias

Médica Veterinária

Published by Ana Matias

Experiência Terminou o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela Universidade do Porto (ICBAS) em 2014. Desde então tem-se dedicado à Clinica de Animais de Companhia, com especial interesse nas áreas de Imagiologia, Reprodução Animal e Oncologia Clínica. Pós-graduada e certificada a nível europeu em Diagnóstico por Imagem pela ESPVS. A minha relação com os cães Desde sempre que não sei existir sem a presença destes animais. Ensinaram-me a admirá-los, respeitá-los e amá-los ao ponto de me darem força para me tornar na pessoa que sou hoje profissionalmente e a nível emocional. A Dora é a menina que me acompanha faz 8 anos, uma verdadeira rafeira de raça, como costumo dizer :) Enche-me os dias e o coração.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *