A polifagia canina é o aumento da ingestão de comida, por vezes até de forma compulsiva. São várias as causas desta situação, sendo muito importante ter em conta vários fatores intrínsecos ao animal como a idade, quando começou esta compulsão, o ambiente em que o cão está inserido, se houve alterações em alguma rotina, entre outros.

As principais causas da polifagia canina são:

  • Stress/ansiedade: algumas mudanças no ambiente ou rotina do cão podem levar a alterações na alimentação. A alimentação compulsiva pode ser um refúgio para um cão que esteja a passar por alguma mudança.
  • Patologias endócrinas: doenças como Diabetes mellitus ou o Hiperadrenocorticismo podem levar a sinais como aumento da ingestão de comida de forma voraz. Outros sinais surgem como o aumento da ingestão de água (polidipsia) e a perda de peso.
  • Medicação crónica: algumas medicações administradas de forma crónica podem levar a um aumento do apetite como os corticosteróides.

Por outro lado, a polifagia canina pode levar a algumas patologias como a obesidade.

Como tratar

De forma a evitar o aumento de peso, a compulsão alimentar deve ser tratada, começando por identificar a causa.

  • O enriquecimento ambiental é muito importante para os manter sempre ativos e ocupados e os passeios, pelo menos bidiários, são essenciais para o bem estar canino.
  • O aumento do número de refeições, com divisão correta da dose diária recomendada, pode ser um grande passo para combater a compulsão pela comida.
  • Pode ser necessária a mudança para uma alimentação com menos gordura, menos energia e maior componente de fibra, como uma receita light, que provoca uma sensação de saciedade maior e assim, deixa o animal mais confortável.

Se mesmo atuando nestes fatores não notar que o seu cão tenha melhorado, deve ser avaliado pelo Médico Veterinário habitual, de modo a excluir as causas patológicas.

Embora tenhamos tendência a pensar que comer demais seja uma particularidade do nosso animal de companhia, este tema deve ser encarado com seriedade uma vez que pode ser um sinal de que algo não está bem, quer a nível emocional quer de saúde!

Joana Silva

Médica Veterinária

Published by Joana Silva

Experiência Mestrado integrado em Medicina Veterinária pelo ICBAS, U.Porto. Realizou estágios em Portugal e Espanha e tem realizado atividade profissional em Clínica de Animais de Companhia há mais de 3 anos. As principais áreas de interesse são medicina interna, nutrição e dermatologia. A minha relação com os cães O meu contacto com cães tem aumentado nos últimos anos e com ele também aumentou o meu gosto e respeito por eles: são fantásticos e tornam a vida de quem os acompanha muito melhor. São sem dúvida um dos melhores membros da família.

Leave a comment