“Sou alérgico ao pêlo de animais” – é em grande parte um mito. Os alergénios aos quais as pessoas são normalmente alérgicas encontram-se na saliva, glândulas sebáceas e células da pele morta (mais conhecidas por caspa) e não propriamente no pêlo dos animais. O que acontece é que o pêlo é um meio de armazenamento desse tipo de substâncias, bem como de pólen ou ácaros, também grandes fontes de alergias.

Se já tem um cão em casa e necessita de minimizar os alergénios presentes no ambiente existem algumas dicas que poderá seguir.

Como reduzir a quantidade de alergénios em casa:

Se é uma pessoa “alérgica a animais”, dar-lhe-ei em seguida uma lista de raças de cão que poderá escolher de forma a que as suas alergias possam estar mais controlas.

Atenção! Deverá igualmente adotar as medidas anteriores. Deverá também saber que entre cada cão o tipo de alergénios difere, bem como a reação que cada pessoa individual apresenta face a cada alergénio. Por isso, apesar de possuir uma raça “hipoalergénica” em casa, poderá apresentar igualmente manifestações alérgicas.

As raças hipoalergénicas são assim definidas porque incluem cães que produzem muito pouca caspa e cujo pelo cai muito pouco ou, quando cai, fica preso nas outras camadas de pelo (evitando-se, assim, que os pelos juntamente com os alergénios se espalhem pela casa).

Veja neste artigo como reduzir a queda de pelo.

Raças “hipoalergénicas”

Lembre-se também que a melhor forma de perceber se é alérgico, e a que raça é alérgico, é passar algum tempo com patudos de diferentes raças e verificar a sua reação!

Ana Alves

Médica Veterinária

Published by Ana Alves

Experiência Mestrado Integrado em Medicina Veterinária realizado na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, terminado em 2016. Durante o percurso académico realizou estágios em Portugal e em Espanha. Desde há 3 anos que trabalha em Clínica de Animais de Companhia. A Medicina Preventiva e a Medicina Interna são as áreas de interesse. Viver com animais Sempre cresci lado a lado com os patudos. Lembro-me que desde sempre quis ser Médica Veterinária “quando fosse grande”, para poder tratar destes seres incríveis, que nos escutam, que nada questionam e que nos dão apoio incondicional, à sua maneira :P Por isto, vamos todos tratá-los com amor e respeito! ?

Leave a comment