Quer dar um snack saudável ao seu cão mas não sabe o que é seguro? Estas são dúvidas de muitos tutores às quais queremos ajudar a responder.

Por vezes queremos dar um miminho ao nosso melhor amigo para além da ração que faz habitualmente por rotina, seja como recompensa ou como snack. No entanto, no momento da escolha destas guloseimas devemos dar prioridade a alimentos saudáveis e naturais de preferência, podendo optar também por frutas.

Mas podem os patudos comer todas as frutas?

A resposta é não! Algumas frutas não são adequadas para os cães no geral, seja por serem difíceis de digerir e em alguns casos até podem ser tóxicas. Portanto, no momento de escolher o snack que vai dar ao seu cão, mesmo aparentando ser saudável, o que é bom para nós humanos pode não ser bom e ser prejudicial para os nossos patudos, portanto há que ter muito cuidado.

Em alguns casos, mesmo que certos alimentos até possam ser ingeridos pelos cães sem problema, é necessário também avaliar caso a caso pois alguns problemas de saúde podem condicionar a alimentação, por exemplo cães diabéticos devem evitar a fruta, em especial até os citrinos porque têm bastante açúcar.

E citrinos, podem?

Sim, no geral, os cães podem comer citrinos desde que com moderação e preferencialmente apenas a polpa. A casca deve ser evitada bem como as partes brancas.

De entre os citrinos prefira as laranjas e evite os limões, pois são muito ácidos. Geralmente os patudos preferem também as laranjas pois são mais açucaradas e não gostam de sabores amargos.

Que quantidade de citrinos podem os cães comer?

O ideal é sempre oferecer com moderação pois os citrinos contêm muito ácido o que pode levar a distúrbios gastrointestinais como diarreia. Também o nível tolerância pode depender de animal para animal pelo que deve começar por dar um pequeno gomo e ver a reacção.

No entanto, independentemente do snack, devemos ter sempre em consideração que a quantidade de guloseimas que o seu patudo ingere por dia não devem ultrapassar 10% da quantidade calórica ingerida por dia, pelo que mesmo que opte por fruta cítrica deve ter em consideração não ultrapassar estas doses.

Patrícia Azevedo

Médica Veterinária

Published by Patrícia Azevedo

Experiência Frequentou o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela UTAD, tendo concluído posteriormente o curso no ICBAS (Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Realizou vários estágios em Clínica de Animais de Companhia trabalhando agora nessa mesma área . As suas principais áreas de interesse são Medicina Interna e Cirurgia. A minha relação com os cães Os cães sempre fizeram parte da minha vida e do meu percurso profissional. Desde pequena o sonho era ser veterinária e ter um cão, até que com 11 anos o Rover se tornou o novo membro da família e a inspiração para ser médica veterinária que hoje em dia recordo com muito amor e carinho. Agora a minha melhor amiga é a Dama uma patuda rafeira que me enche o coração. Os cães são das melhores alegrias que podemos ter, sorte de quem tem um patudo na sua vida!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *