São cães pequeninos, mas com muita energia para gastar! Além disso, têm o sistema digestivo e a pele muito sensíveis! São necessários vários cuidados e requisitos no momento de escolher o que os Yorkshire podem comer.

O que os Yorkshire podem comer?

A dieta dos cães pode ser baseada apenas em ração (húmida ou seca), em comida caseira ou numa combinação de ambos! Aconselha-se sempre optar por uma dieta equilibrada com ração seca, pois traz imensas vantagens em relação à alimentação caseira.

Nos cães da raça Yorkshire é vantajoso optar por uma alimentação com ração seca de boa qualidade, evitando problemas de saúde associados às receitas caseiras como o tártaro, periodontite e/ou gengivite, dermatites e obesidade!

Que fatores considerar na escolha da ração?

Sem dúvida que a alimentação é crucial para o bem-estar e saúde dos cães, sendo o melhor investimento que pode fazer para evitar complicações a médio e longo prazo! Por isso é tão importante saber escolher o alimento adequado.

Deve considerar alguns fatores na escolha da ração para o seu cão:

  • Tamanho da raça
  • Idade: júnior (desde o desmame até aos 10 meses), adulto (a partir dos 10 meses) ou sénior (após os 8 anos)
  • Peso
  • Status Sexual (inteiro vs castrado/esterilizado)
  • Problemas de saúde

Qual a melhor ração para Yorkshire?

O segredo está em combinar:

  • Ração com grãos de pequeno tamanho, fáceis de mastigar e digerir! O tamanho e textura dos grãos é importante para evitar a acumulação de tártaro.
  • Elevada qualidade energética e nutricional. Opte por rações Premium e esteja atento aos rótulos!
  • Ómegas 3 e 6, pois favorecem a saúde do pêlo e da pele. Evitam os problemas dermatológicos da raça e ajudam a manter a sua pelagem brilhante e sedosa!
  • Dieta rica em pré e pró-bióticos, de forma a promover o bom funcionamento do trato gastrointestinal, que é tão sensível nos Yorkshire.

Quantas refeições diárias são aconselhadas?

Os Yorkshire podem comer 4 refeições diárias até aos 10 meses de idade, reduzindo posteriormente para 3. Por serem cães bastante ativos, precisam de níveis de energia constantes ao longo do dia!

habitual de qual a melhor ração para o seu melhor amigo de 4 patas! 🙂

Ana Matias

Médica Veterinária

Published by Ana Matias

Experiência Terminou o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela Universidade do Porto (ICBAS) em 2014. Desde então tem-se dedicado à Clinica de Animais de Companhia, com especial interesse nas áreas de Imagiologia, Reprodução Animal e Oncologia Clínica. Pós-graduada e certificada a nível europeu em Diagnóstico por Imagem pela ESPVS. A minha relação com os cães Desde sempre que não sei existir sem a presença destes animais. Ensinaram-me a admirá-los, respeitá-los e amá-los ao ponto de me darem força para me tornar na pessoa que sou hoje profissionalmente e a nível emocional. A Dora é a menina que me acompanha faz 8 anos, uma verdadeira rafeira de raça, como costumo dizer :) Enche-me os dias e o coração.