Os dias de chuva criam algumas adversidades para as nossas rotinas. E podem influenciar também o quotidiano dos nossos cães. Além de dificultar os passeios também tornam a logística mais complicada : Pegar no guarda chuva, proteger-nos a nós e ao patudo, limpar bem as patinhas ao chegar a casa…

Vamos resumir neste artigo alguns conselhos que pode usar no seu patudo em dias chuvosos:

  1. Use uma roupa de proteção: levar guarda chuva já é um desafio, mas mais desafiante é tentar nos resguardarmos da chuva e proteger o patudo em simultâneo. O nosso conselho é adquirir vestuário próprio para o patudo fazer passeios de forma segura e o mais protegido possível. Capas, impermeáveis, trench coats 😊… As opções são infinitas e além disso podem ser muito fashion! 😊
  2. Seque bem as patinhas e a zona entre as almofadas plantares: ao chegar a casa após passeio ou após virem do jardim, tente secar bem as patas com uma toalha seca, priorizando a zona entre os dedos e almofadas plantares. São zonas mais propensas a dermatites.
    • Se ficar mesmo muito molhado noutras partes do corpo, tente também enxaguar essas zonas com toalha ou mesmo secador, consoante necessidade.
  3. Em dias em que as condições meteorológicas não permitam grandes passeios, ofereça ao seu amigo de quatro patas outras alternativas para desgaste de energia e enriquecimento da sua rotina. Brincadeiras indoor, sessão curta de treino, entre outras, de modo a manter o mínimo ideal de exercício físico e de estimulação diária .
  4. Em animais que vivam maioritariamente no exterior, devemos garantir que têm ao seu alcance uma zona abrigada de vento e chuva, assim como uma zona que fique sempre seca e abrigada para manter a água, alimentação e a cama. 😊

Por isso, aventure-se nos dias mais chuvosos com atividades com o seu patudo, e torne os dias cinzentos um pouco mais coloridos 😊

Helena Ferreira

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Published by Helena Ferreira

Experiência Mestrado Integrado em Medicina Veterinária no ICBAS - Universidade do Porto, concluído em 2017, tendo realizado vários estágios em Portugal e nos EUA onde aprofundou conhecimentos na área de Anestesia, Cuidados intensivos, Cardiologia e Radiologia. Desde de 2017 a trabalhar em clínica de animais de companhia com especial interesse nas áreas de Cirurgia e de Medicina Interna. A minha relação com os cães Os cães fazem parte da minha vida desde que a minha memória me permite lembrar. Cresci com eles e aprendi o significado de altruísmo e resiliência. São o verdadeiro exemplo se felicidade genuína! estão sempre lá para nós! Cá em casa tenho a Cuchi, uma “rafeirinha” com 15 anos mas espírito de cachorro! É um amor, a não ser quando se mete com os gatinhos cá de casa :)

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *