Muitos tutores questionam até que idade cresce o Golden Retriever, principalmente se estão a pensar adquirir ou já adquiriram um melhor amigo desta raça.

Segundo o American Kennel Club, os cães de grande porte, crescem até aos 15-18 meses de idade, atingindo aí a fase adulta. Esse é o caso dos patudos desta raça!

Mas afinal até que idade cresce o Golden Retriever?

Podemos considerar que o peso médio dos Golden Retriever evolui da seguinte forma:

  • 6 semanas: 3,100 Kg – 3,700 Kg
  • 2 meses: 4 Kg – 5,200 Kg
  • 3 meses: 9,700 Kg – 10,700 Kg
  • 4 meses: 12,900 Kg – 14,200 Kg
  • 6 meses: 19 Kg – 22 Kg
  • 7 meses: 20,300 Kg – 26,900 Kg
  • 9 meses: 23,700 Kg – 29,300 Kg
  • 12 meses: 27,700 Kg – 32,200 Kg
  • 2 anos: 36,600 Kg – 38 Kg

O seu crescimento é bastante rápido até aos 6 meses de idade, desacelerando gradualmente até perto dos 18 meses.

No caso das fêmeas, o crescimento abranda após o primeiro cio que normalmente acontece por volta dos 8-10 meses.

Assim pode contar que o seu Golden Retriever cresça até ao ano e meio de idade, ainda que nos últimos meses possa não notar um crescimento evidente. Os ossos e articulações estão em formação precisamente até esta altura.

Qual a importância da alimentação no crescimento dos Golden Retriever?

O crescimento que ocorre nos primeiros 6 meses de vida destes cães é bastante rápido! É muito importante adotar uma dieta equilibrada e de elevada qualidade desde cedo, para garantir um crescimento adequado. O esquema alimentar deve basear-se em três refeições diárias, para garantir níveis de energia e de nutrientes constantes ao longo do dia.

A ração seca deve ser personalizada para Golden Retriever, rica em condroprotetores para favorecer o crescimento ósseo e fortalecer as articulações. Além disso, a adição de ácidos gordos (ómegas 3 e 6) na alimentação torna-se uma mais valia para a saúde da pele e do seu pelo longo e denso! Ajudamos a criar a receita ideal para o seu Golden aqui.

Ana Matias

Médica Veterinária

Published by Ana Matias

Experiência Terminou o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela Universidade do Porto (ICBAS) em 2014. Desde então tem-se dedicado à Clinica de Animais de Companhia, com especial interesse nas áreas de Imagiologia, Reprodução Animal e Oncologia Clínica. Pós-graduada e certificada a nível europeu em Diagnóstico por Imagem pela ESPVS. A minha relação com os cães Desde sempre que não sei existir sem a presença destes animais. Ensinaram-me a admirá-los, respeitá-los e amá-los ao ponto de me darem força para me tornar na pessoa que sou hoje profissionalmente e a nível emocional. A Dora é a menina que me acompanha faz 8 anos, uma verdadeira rafeira de raça, como costumo dizer :) Enche-me os dias e o coração.