• Não deixar cheirar

É essencial para um cão utilizar o olfato durante o passeio. Deixe o seu patudo cheirar tudo o que quiser, é assim que conseguimos que seja estimulado mentalmente. Utilizar o olfato durante 15 minutos equivale a 1hora de passeio!

  • Usar a coleira errada

Muitas vezes o grande problema durante o passeio deve-se à utilização errada da coleira pois não está ajustada ao seu patudo. É importante avaliar qual seria a coleira mais adequada para ele. Poderá, inclusive, ser necessário prescindir da coleira e passar a utilizar apenas o peitoral!

  • Não responder a pedidos básicos

Se desde cedo o nosso patudo for treinado a responder ao “senta”, “deita” e “fica”, todo o passeio ficará mais fácil pois conseguirá que o “ouça” em alturas importantes!

Disfrute dos momentos com o seu patudo! Deixe-o aproveitar o passeio, e aproveite também. Durante esses momentos há laços que se criam que ficam para toda a vida!

Sofia Galiza

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Published by Sofia Galiza

Experiência Mestrado Integrado em Medicina Veterinária na UTAD - Universidade de Trás-os Montes e Alto Douro, concluído em 2017. Estagiou em Madrid, Londres e em Portugal onde se debruçou principalmente nas áreas de Cirurgia, Medicina Interna, Oncologia e Ecografia. Desde de 2017 a trabalhar em clínica de animais de companhia com especial interesse nas áreas de Oncologia, Medicina Interna e Comportamento Animal. A minha relação com os cães Os cães tiveram uma grande influência na decisão de ser médica veterinária. Sempre me fascinou o amor incondicional que têm pelo dono sem pedir nada em troca e da forma como parecem compreender tudo sem que seja preciso explicar o que for. Cá em casa tenho o Trengo, que veio homenagear a memória do seu homónimo, e que nos enche de alegria cada vez que entramos em casa :)

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *