Os cães de raça Setter são imponentes e elegantes por natureza. Foram criados como cães de caça de aves mas devido ao seu companheirismo e beleza são agora muito utilizados como cães domésticos. Neste momento existem 4 tipos de Setter diferentes, com temperamento, corpo e pelagem distintos. Conheça as diferenças entre eles!

Setter inglês 

O Setter inglês é uma das raças mais antigas de cães de caça, com um histórico que remonta ao século XIV, no entanto, hoje em dia é visto maioritariamente como cão de companhia.

Este destaca-se pela pelagem comprida, lisa e sedosa, que pode ser branca ou creme, com manchas em tons de laranja, castanho ou preto. A pelagem é mais exuberante na zona das orelhas membros e linha abdominal. Alguns animais podem ser tricolor. As orelhas são caídas e os olhos amendoados. 

Dos tipos de Setter, o Setter inglês é o mais pequeno em altura, sendo que um adulto macho pode pesar entre 29 a 36 quilogramas, enquanto as fêmeas entre os 20 a 25 quilogramas. A expectativa média de vida é de 12 anos. 

Esta raça é conhecida por ser muito atenciosa e sociável, adorando cavar, descobrir e saltar. Necessitam de vários passeios e corridas para conseguir libertar toda a energia! É um cachorro dependente dos donos e que precisa de companhia. São extremamente protectores da família e do seu território. 

Aprendem rapidamente todos os comandos, no entanto, como todos os animais necessitam de treino diário. Devido ao seu instinto de caça tendem a perseguir qualquer potencial presa, por isso, o treino para controlar este comportamento é de extrema importância. Devido à ligação profunda que têm com os humanos a solidão pode levar a ansiedade por separação severa, por isso o treino deve ser também direccionado para minimizar este problema, para que encarem a solidão de forma positiva e saudável.

Setter irlandês

O Setter irlandês é originário da Irlanda, sendo o mais jovem de todos os tipos de Setter. É fruto do cruzamento entre os perdigueiros ibéricos, spaniels e antigos setters escoceses. A raça que hoje conhecemos como Setter Irlandês (de pêlo vermelho) foi criada a partir do século XVIII através do Setter Irlandês Vermelho e Branco.

Este é um cão de pelagem macia e comprida, sempre de uma só cor. Varia entre o castanho profundo a alaranjado com reflexos avermelhados. O pêlo é normalmente liso com um pouco de ondulação. O pelo mais longo encontra-se na parte de trás dos membros, peito, cauda e orelhas. 

Os Setter irlandeses são atléticos e altos com peso a variar entre os 28 e os 32 quilogramas. Têm aparência elegante com membros e pescoço longos. As orelhas caem e têm um focinho com uma testa bem definida. 

Em termos de personalidade são descritos como extrovertidos e juvenis, tendo uma atitude brincalhona. São bons cães de companhia, sendo muito leais, afáveis e sempre prontos para a brincadeira. Devido ao seu passado ligado à caça, são animais que necessitam de espaço para correr, farejar, procurar, descobrir! É importante a socialização com outros animais, principalmente aqueles que ele ache como caça. O treino e a socialização são muito importantes para contrabalançar esta característica. Paciência e uma mão firme mas gentil é necessária para treinar o Setter irlandês. 

Setter irlandês ruivo e branco

Este tipo de Setter é a raça mais antiga entre as duas irlandesas. Resulta do cruzamento de spaniels e dos perdigueiros portugueses. Devido à popularidade do Setter irlandês o Setter irlandês ruivo e branco chegou a pensar-se extinto.

Como os demais Setters, a pelagem comprida e colorida é uma das características mais fascinantes desta raça. Tem cor branca com grandes manchas em tons de castanho avermelhado. De corpo atlético este pode pesar entre 25 a 35 quilogramas e medir até 71 cm de altura.  

Em relação ao temperamento, esta raça é alegre, amigável, brincalhona, leal, ótima com pessoas e outros animais. Como os demais Setters tem energia para dar e vender por isso exige espaço e passeios longos. 

Gordon Setter

Este tipo de Setter foi reconhecido oficialmente desde 1827 devido ao 4º Duque de Gordon na Escócia. É uma raça desenvolvida especificamente para caçar pássaros e originária dos Spanish Pointer e várias outras raças de Spaniels.

Os cães Gordon Setter são cães grandes com pescoço comprido e pernas musculadas. Tem um aspecto elegante e digno, aliado à força e óbvia capacidade para caçar durante horas. O seu pêlo é sedoso e liso, com pêlo longo nas pernas, peito, estômago, orelhas e cauda. Um macho adulto mede cerca de 66 cm e 29,5 kg e uma fêmea 62 cm e 25,5 kg. Este apresenta a coloração mais distante do avermelhado. Normalmente é predominantemente preto com manchas castanhas no focinho, membros e peito. Pode também possuir uma discreta risca branca no meio do peito que se pode estender até à barriga. 

É um cão meigo e um grande companheiro, no entanto, é necessário proporcionar-lhe vários momentos onde consiga exercitar-se e praticar exercício. Devem ser envolvidos em actividades que estimulem a sua capacidade de caça (treinos que estimulem o olfacto, por exemplo). É uma raça teimosa que não responde bem a estranhos que não estejam habituados, por isso, neste tipo de Setter o treino constante torna-se imprescindível.

Cuidados a ter

Todos tipos de Setter necessitam de exercício físico regular, para conseguirem exercitar e manterem-se activos. Usados como cães de caça, faz parte da sua natureza o correr e cheirar, por isso é importante que no seu dia-a-dia o consigam fazer.

Devido ao pêlo que possuem, é uma raça que necessita de escovagens diárias e cuidados com o pêlo frequentes, como banhos e/ou tosquias. É essencial que o pêlo seja mantido em óptimas condições para que não ganhe chocas e faça feridas ou predisponha a infecções de pele.

Como para todos os cães de porte grande, uma alimentação cuidada é um factor importante para manter um animal saudável. Os Setters são animais que necessitam de ração para cães grandes que lhe proporcione vitaminas, minerais, proteínas e condroprotetores para um desenvolvimento adequado e um sistema imunitário saudável. Devem fazer mais que uma refeição diária para evitarmos refeições com muita comida de uma só vez.

Principais doenças associadas à raça

  • Displasia da anca: como em muitos animais de porte grande, a displasia da anca é muito encontrada. Caracteriza-se por uma disfunção da articulação coxo-femoral que pode levar a dor crónica e a problemas de mobilidade. É importante que animais que sejam diagnosticados com esta doença não sejam cruzados para que não passem à descendência.
  • Atrofia progressiva da retina: esta doença é caracterizada pela degenerescência da retina que leva à perda progressiva de visão e torna um animal cego. Infelizmente não tem cura, mas existem medicações que podem atrasar o processo. Um exame oftalmológico detalhado e visitas regulares ao veterinário podem levar a um diagnóstico precoce. Como a displasia da anca, este doença pode ser transmitida à descendência, por isso o cruzamento de animais com o gene é desaconselhada.
  • Dilatação torção gástrica: outra doença que acontece com frequência em animais de porte grande devido ao tamanho do abdómen e à posição do estômago. Acontece normalmente quando à uma grande dilatação do estômago e este, devido ao espaço livre, roda sobre si próprio. É uma urgência médica que necessita de cuidados imediatos. Pode acontecer devido à grande ingestão de ar aquando da refeição. Várias refeições por dia com menos ração em cada refeição é o indicado para este tipo de animais. Uma boa ração natural para cães que não proporcione a fermentação excessiva e com o tamanho do grão adequado também pode ajudar a prevenir esta doença.

Apesar das semelhanças, todos os Setter são diferentes e cada cachorro é único! É importante um bom acompanhamento para que possam viver saudáveis e tenham uma longa vida sem problemas.

Filipa Pinheiro

Médica Veterinária de Animais de Companhia