Em que consiste a bronquite crónica?

A bronquite é uma inflamação das vias respiratórias inferiores, mais especificamente dos brônquios e afeta com maior frequência cães idosos ou raças de pequeno porte (como o Caniche miniatura, Yorkshire Terrier e Pequenês). As causas podem ser variadas, desde infeções víricas ou bacterianas, alergias ou mesmo genéticas!

Quais os principais sintomas da bronquite?

Os sinais clínicos associados a esta doença são tosse de intensidade variável e frequente, com duração de semanas ou meses. Em casos mais severos, poderá surgir dificuldade respiratória e pneumonia associada.

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnóstico é realizado mediante a avaliação do animal, história clínica e exames radiográficos ao pulmão. Em alguns casos, poderá justificar-se descartar doença cardíaca concomitante com ecocardiografia.

Como pode ser tratado?

O tratamento da bronquite crónica baseia-se na redução dos sintomas. Utiliza-se medicação específica com a finalidade de reduzir a tosse e o agravamento do quadro clínico.

Pode recorrer-se a corticosteróides por via oral (em comprimidos) ou via inalatória, mas é imprescindível descartar infeção pulmonar concomitante. Antibioterapia pode ser necessária em alguns cães.

Qual o prognóstico da doença?

A bronquite crónica não tem cura, contudo, mediante o tratamento implementado pode atingir-se o controlo da doença e dos sintomas, conferindo uma qualidade de vida satisfatória ao patudo. É importante ter a noção de que os danos causados no sistema respiratório não são reversíveis, mesmo com medicação. Assim, recomenda-se o acompanhamento Médico-Veterinário regular!

Ana Matias

Médica Veterinária

Published by Ana Matias

Experiência Terminou o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela Universidade do Porto (ICBAS) em 2014. Desde então tem-se dedicado à Clinica de Animais de Companhia, com especial interesse nas áreas de Imagiologia, Reprodução Animal e Oncologia Clínica. Pós-graduada e certificada a nível europeu em Diagnóstico por Imagem pela ESPVS. A minha relação com os cães Desde sempre que não sei existir sem a presença destes animais. Ensinaram-me a admirá-los, respeitá-los e amá-los ao ponto de me darem força para me tornar na pessoa que sou hoje profissionalmente e a nível emocional. A Dora é a menina que me acompanha faz 8 anos, uma verdadeira rafeira de raça, como costumo dizer :) Enche-me os dias e o coração.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *