Para uma melhor vida, juntos

BlogAlimentação

Os cães podem comer cogumelos?

Durante o passeio, se o seu patudo comer um cogumelo deve entrar em pânico? Descubra aqui se os cães podem comer cogumelos.

Descubra a comida ideal para o seu cão: personalize a sua receita.

Dê uma vida melhor ao seu cão

Descubra a comida ideal para o seu cão: personalize a sua receita.

Simular
Simular

Ao contrário do que as pessoas pensam, os patudos não distinguem o que é tóxico do que não o é. São atraídos por todos os cogumelos que encontrem durante os passeios, não definindo os que lhes irão fazer mal ou não. Mas será que os cães podem comer cogumelos?

Os cães podem comer cogumelos?

A resposta não é linear. De facto, existem cogumelos inofensivos para os cães, contudo são diversos os que são tóxicos!

O ideal é manter os patudos longe de cogumelos selvagens.

Já os cogumelos “comerciais” dificilmente causam transtorno à saúde dos cães, se oferecidos pontualmente. É importante considerar que não podem ser cozinhados com temperos ou outros ingredientes proibidos como o alho, cebola e molhos (consulte aqui outros alimentos tóxicos).

Quais as espécies de cogumelos tóxicas?

Embora nem todos os cogumelos selvagens causem dano aos patudos, consideram-se todos potencialmente perigosos e o seu consumo é encarado como emergência médico-veterinária. Isto acontece porque é difícil distinguir as espécies tóxicas das não tóxicas.

Os cogumelos tóxicos provocam alterações muito graves que podem culminar em morte.

Exemplos de cogumelos proibidos para cães são:

  • Amanita gemmata
  • Amanita muscaria
  • Inocybe spp.
  • Amanita phalloides
  • Clitocybe dealbata
  • Gyromitra spp.

O que pode acontecer quando os cães comem cogumelos?

Os sintomas associados dependem do tipo de toxina presente no cogumelo, por isso depende da espécie em questão.

Deve estar atento a:

  • Vómito
  • Diarreia
  • Hipersalivação
  • Fraqueza
  • Letargia
  • Convulsões
  • Alterações neurológicas
  • Insuficiência hepática
  • Dor abdominal
  • Morte

Qual o tratamento para a intoxicação por cogumelos?

O tratamento depende do cogumelo em questão, porque as toxinas envolvidas atuam de diferentes formas.

Se conseguir, leve uma amostra do cogumelo para o Médico Veterinário tentar identificar a espécie e a toxina envolvida. Isto irá ajudar a prever o curso da intoxicação e o aparecimento dos sinais clínicos.

Se pretende oferecer algo “extra” à dieta do seu melhor amigo, aconselhe-se sempre com o Médico Veterinário habitual.

Ração seca personalizada para cães juntamente com uns snacks saudáveis, fazem as delícias dos nossos patudos. Mas pode sempre variar e mimar o seu cão com biscoitos caseiros ou frutas, se preparadas com cuidado.

Ajudamos a criar a receita ideal para o seu cão aqui.

Consulte aqui quais as frutas que os cães podem comer.

Lembre-se que, para prevenir excesso de peso e/ou obesidade, deve respeitar a regra dos 10%: a quantidade de extras que pode dar, não deve exceder 10% das calorias diárias ingeridas.

Ana Matias

Médica Veterinária

Para uma melhor vida, juntos

Descubra um mundo de nutrição à medida do seu cão, desde comida a suplementos desenvolvidos por veterinários, entregue em sua casa.

Começar agora